Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Grupo SBF capta R$ 772 milhões com IPO da Centauro

O preço obtido junto aos investidores ficou um pouco acima do intervalo indicativo divulgado pela companhia, que ia de R$ 12,10 a R$ 14,70

Aline Bronzati, O Estado de S.Paulo

15 de abril de 2019 | 20h12

O Grupo SBF, dono da rede de lojas de artigos esportivos Centauro, conseguiu precificar sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) a R$ 12,50, movimentando R$ 772,211 milhões na primeira abertura de capital da bolsa neste ano. O preço obtido junto aos investidores ficou um pouco acima do intervalo indicativo divulgado pela companhia, que ia de R$ 12,10 a R$ 14,70, na segunda tentativa da empresa de colocar os pés na B3.

A Centauro conseguiu emplacar 61.776.860 ações. A quantidade equivale à oferta principal (53.719.009) mais o lote suplementar (8.057.851). Os bancos que capitanearam o IPO da Centauro foram Bradesco BBI, na condição de líder, Itaú BBA, BTG Pactual, Goldman Sachs, BB Investimentos e Credit Suisse.

Na última quinta-feira, dia 11, a Centauro já tinha demanda para emplacar seu IPO, conforme antecipou a Coluna do Broadcast. Na ocasião, a empresa já tinha demanda 2,5 vezes superior à oferta ou ao menos R$ 1,6 bilhão de investidores interessados em suas ações.

Essa não é a primeira vez que a dona da Centauro tenta listar suas ações. No início do ano passado, a companhia tentou listar suas ações na bolsa, mas optou por adiar a operação após não chegar em um consenso com os investidores.

A Centauro vai utilizar os recursos da sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) para abrir novas lojas e reformar as atuais e ainda amortizar parte de sua dívida, conforme informa o grupo SBF, dono da companhia, em prospecto da operação. A captação também visa a, de acordo com o documento, reforçar o capital de giro do grupo e ainda investir em iniciativas para fortalecer o modelo de negócios Omnichannel, venda integrada entre diferentes canais.

Outro player que está na rua para listar suas ações na bolsa é a Vamos Locação de Caminhões, Máquinas e Equipamentos, do grupo JSL. A faixa indicativa de preço por ação está situada entre R$ 17,00 e R$ 21,00. No teto, com o exercício do lote extra, a oferta pode alcançar, no máximo, R$ 1,276 bilhão. O preço será fixado no dia 29 de abril, quando se encerra o período de coleta de intenções de investimento (bookbuilding), que teve início no dia 09 de abril.

Neste ano, além do IPO da Centauro, a bolsa brasileira já foi palco de quatro ofertas de ações (follow on). Além do IRB Brasil Re, sediou ainda as operações da locadora de veículos Localiza, do Burger King e da Eneva, totalizando mais de R$ 6 bilhões. Com a captação da varejista, o total levantado por empresas na B3 neste ano se aproxima dos R$ 7 bilhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.