Combustíveis e siderúrgicos puxam importações em março

A média diária das importações na primeira semana de março de 2005, de US$ 270,5 milhões, ficou 16,4% acima da média de março de 2004, quando fechou em US$ 232,3 milhões. Segundo divulgou hoje o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, ampliaram-se os gastos, principalmente, com combustíveis (47,4%), siderúrgicos (40,8%), veículos automóveis e partes (39,4%) e plásticos e obras (33,3%).Em relação a fevereiro de 2005, houve queda nas importações de 2,0%, na média diária, passando de US$ 276,1 milhões para US$ 270,5 milhões. Contribuíram para o declínio os seguintes produtos: instrumentos de ótica e precisão (-15,0%), equipamentos elétricos eletrônicos (-8,6%), equipamentos mecânicos (-7,9%), combustíveis (-6,9%) e veículos automóveis e partes (-5,4%). As importações totalizaram US$ 1,082 bilhão na primeira semana de março.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.