Combustível para aviação acumula alta de 20% no ano

O querosene de aviação terá alta de 6,06% a partir do próximo dia 1º, segundo informações do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea). Com isso, a alta acumulada dos preços dos combustível no ano já atinge 19,97%. Esses combustíveis são reajustados no dia primeiro de cada mês e os números deste ano indicam uma aceleração no ritmo. Nos quatro primeiros meses do ano passado, por exemplo, o acumulado ficou em 2,3%, e o total reajustado nos 12 meses de 2007 somou 12,6%, conforme o Snea.Pelos cálculos da entidade do setor, o querosene de aviação representa cerca de 40% dos custos de uma empresa aérea. "Não sei quando os custos serão repassados para as passagens aéreas, mas o ritmo de aumentos está muito forte", observou uma fonte do setor. Há cerca de dois anos, a Petrobras tem adotado a política de fazer reajustes de preços freqüentes para os combustíveis utilizados pelas empresas, especialmente o querosene de aviação e a nafta, enquanto mantém inalterados os preços da gasolina e do óleo diesel, com impactos mais fortes nos índices de inflação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.