Começa leilão da usina de Santo Antônio

Começou por volta das 12h35 o leilão da hidrelétrica de Santo Antônio, no Rio Madeira (RO), organizado na sede da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em Brasília. Na primeira etapa, os investidores farão uma proposta única para o preço da energia que será produzida pela usina. Nenhum dos três consórcios inscritos terá como saber qual foi o lance oferecido pelos demais interessados.Essa proposta tem de ser inferior ao teto de R$ 122 por megawatt hora (MWh) estabelecido pelo governo. O sistema eletrônico desenvolvido pela Aneel calculará, então, a diferença entre os lances. O princípio do leilão é o da menor tarifa, ou seja, vence quem cobrar menos pela energia.Os lances apresentados durante a disputa não serão tornados públicos. O leilão pode acabar já nessa fase, caso a diferença entre a menor tarifa apresentada e as outras seja superior a 5%. Caso contrário (se a diferença entre a melhor proposta e as demais for inferior a 5%), a disputa entra na segunda etapa. Pelas regras estabelecidas pela Aneel, poderá ocorrer ainda um terceira e última fase.Os interessados têm sete minutos para fazer o lance nessa primeira fase.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.