Comentários sobre venda ao Facebook surgiram em 2012

Os boatos de aquisição do WhatsApp pelo Facebook começaram ainda em 2012. À medida que o aplicativo crescia e ganhava usuários, novos rumores indicavam ofertas de compra da plataforma. No ano passado, especulou-se que o Google havia feito uma oferta de US$ 1 bilhão pelo aplicativo de mensagens - número hoje irrisório perto dos US$ 16 bilhões pagos pelo Facebook. Sempre reservado, o cofundador do WhatsApp, Jan Koum, evitava dar entrevistas. Em uma das poucas vezes em que se pronunciou, no ano passado, disse ao site americano TechCrunch que falar sobre aquisição era "como falar sobre divórcio depois de se casar". "Nós não temos uma estratégia para sair do negócio, porque não planejamos e não queremos pensar nisso", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.