Comerciantes protestam em frente ao BC argentino

Centenas de manifestantes, a maioria trajando terno, encontram-se protestando contra o congelamento dos depósitos, na porta do Banco Central da Argentina. Os manifestantes, todos do setor do comércio - um dos mais afetados pelo congelamento -, chegaram à porta do BC gritando palavras de ordem: "Vai acabar, vai acabar essa forma de roubar". As pessoas gritam ainda "ladrões, ladrões", referindo-se aos responsáveis pelo confisco dos depósitos dos argentinos. O protesto é contra também os bancos, que são acusados de cúmplices. O sistema financeiro está sendo acusado de responsável pela fuga de, pelo menos, US$ 10 bilhões entre novembro e dezembro, quando houve o congelamento dos depósitos, e de US$ 26 bilhões no decorrer do ano passado. A segurança do Banco Central foi reforçada e o prédio da instituição está com portas e janelas fechadas. Não há clima de tensão, já que a manifestação é pacífica.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.