Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Comércio de SP tem 1ª queda do ano nas vendas

O faturamento do comércio na região metropolitana de São Paulo registrou queda de 0,21% em novembro em relação ao mesmo mês do ano passado. Foi a primeira variação mensal negativa de 2004. O resultado foi determinado principalmente pelo desempenho dos supermercados, que venderam 5,16% menos, de acordo com a Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista (PCCV), da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio). No acumulado do ano, o faturamento cresceu 5,46% até novembro.Segundo a entidade, os números revelam a continuidade da trajetória de desaceleração do crescimento, iniciada em agosto. A base fraca de comparação é a principal responsável pelo expressivo crescimento do varejo no primeiro semestre do ano e também pelo desaquecimento no segundo semestre. Com isso, depois de registrar um aumento acumulado de 7,38% em julho, o comércio chegou a novembro com uma alta de 5,46%.Além dos supermercados, cujo resultado é importante por causa do peso que possui na composição do índice, apenas as lojas de departamentos registraram variação negativa em novembro, de 3,10%, entre os 10 segmentos varejistas pesquisados.Resultados positivosJá as lojas de autopeças e acessórios atingiram o seu primeiro resultado positivo no ano, com alta de 5,28% no faturamento, atribuída ao atendimento de uma demanda reprimida que se formou durante o ano. Além disso, a aproximação das férias leva ao aumento dos serviços de revisões e reparos nos veículos.No segmento de vestuário, tecidos e calçados, as vendas cresceram 13,94%, segundo melhor resultado entre os setores, atrás apenas das concessionárias. O motivo, na avaliação da entidade, está relacionado à proximidade das festas, que leva à antecipação das compras de presentes, estimulada pelas promoções e facilidades de pagamento.

Agencia Estado,

23 de dezembro de 2004 | 12h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.