Comércio de veículo usado em SP cai 11% em dezembro

Apesar de terminar o ano com alta de 27,3%, o setor foi prejudicado pela falta de crédito no final de 2008

Ana Luísa Westphalen, da Agência Estado,

14 de janeiro de 2009 | 12h22

O setor de revendas de veículos registrou em 2008 crescimento de 27,3% na comparação com o ano anterior, com um total de 2,045 milhões de unidades negociadas no Estado de São Paulo. Apesar do crescimento, a restrição ao crédito sobretudo no último trimestre do ano afetou o desempenho do segmento e o resultado ficou 7% abaixo da expectativa, que era de superar os 2,2 milhões de revendas. No último mês do ano, por exemplo, o comércio de veículos usados no Estado de São Paulo registrou 135.426 negócios, queda de 11,08% em relação a novembro. As vendas do segmento de veículos populares somaram 95,319 mil unidades (-10,98%); motos, 7,462 mil (-6,48%), e caminhões, 4,504 mil (-14,14%).Em 2008, a média de financiamentos correspondeu a 71% dos negócios, com prazo médio de 48 meses e saldo médio financiado igual a 77%, apurou a Associação dos Revendedores de Veículos Automotores no Estado de São Paulo (Assovesp) e o Sindicato do Comércio Varejista de Veículos Usados no Estado de São Paulo (Sindiauto).A venda de carros populares no Estado cresceu 25,28% na mesma base de comparação (1,423 milhão de negócios), impulsionando o indicador. O segmento de caminhões apresentou alta de 11,93% (68,4 mil unidades), enquanto entre motocicletas houve queda de 1,98% (109 mil contratos).

Tudo o que sabemos sobre:
veículosusados

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.