Comércio deve contratar temporários no fim do ano

Pesquisa encomendada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) revela que 293,2 mil comerciantes devem contratar pelo menos um funcionário temporário para as vendas de fim de ano. O estudo mostra também que, após o período de festas, pelo menos 205,3 mil temporários devem ser efetivados.

AE, Agencia Estado

22 de novembro de 2012 | 12h05

O setor de roupas e calçados é o que deve contratar mais temporários, seguido pelo de perfumaria e cosméticos e diversos, como moda esportiva, ótica e brinquedos. Ainda de acordo com a pesquisa, boa parte dos contratados para serviços temporários deve ter entre 18 e 24 anos com ensino médio completo. Os salários serão de até dois mínimos, além da comissão por venda. A pesquisa ouviu 609 empresários de todo o País.

Tudo o que sabemos sobre:
comérciotemporáriospesquisaSPCCNDL

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.