Comércio do Brasil e da Índia é pressionado pelos EUA, diz jornal

O jornal norte-americano Wall Street Journal criticou na sua edição desta segunda-feira a iniciativa americana de revisar um acordo de preferências tarifárias que beneficia países em desenvolvimento, Brasil e Índia. Até janeiro de 2007, haverá uma revisão que decidirá se os dois países, entre outros, continuarão a ser beneficiados pelo programa, pelo qual o Brasil exportou US$ 3,6 bilhões em 2005."O momento da revisão, apenas algumas semanas após o colapso das negociações comerciais em que Brasil e Índia não concordaram com a abertura de mercado pedida por Estados Unidos e Europa, sugere que ela é pelo menos em parte motivada politicamente", diz o texto do periódico econômico.Segundo o Wall Street Journal, a tática poderia se revelar um "tiro pela culatra", "como outros esforços americanos para pressionar nações em desenvolvimento". Além disso, diz o diário, os Estados Unidos estão minando sua reputação de "advogados do livre-comércio".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.