Comércio do RJ espera faturar R$ 165 milhões com a Copa

O comércio do Rio de Janeiro pode faturar R$ 165 milhões com produtos relacionados à Copa do Mundo, nos meses de maio e junho. É o que mostra pesquisa sobre o tema, divulgada hoje pelo Instituto Fecomércio-RJ. De acordo com o Instituto, a venda de artigos relacionados à Copa do Mundo já representa 23% do faturamento total do comércio varejista no Rio, em maio."Os itens mais procurados são: a camisa do Brasil não oficial, camisa do Ronaldinho Gaúcho, bandeira do Brasil, TV 29 polegadas e plástico verde e amarelo. A camisa nº 9 do Fenômeno não ficou entre as preferências do torcedor, ocupando o 9º lugar deste ranking", detalhou o instituto, em comunicado.Segundo a entidade, o campeonato mundial aumentou também o gasto médio dos consumidores de R$ 109,66, em abril, para R$ 129,42 em maio. Os setores que mais puxaram esse aumento foram o de Roupas e Roupas Esportivas, cujos gastos médios subiram de R$ 68,73 para R$ 87,26 e de R$ 83,96 para R$ 130,26, respectivamente, no mesmo período.Ainda de acordo com o instituto, o setor de Eletrodomésticos também não ficou para trás: o gasto médio nesse setor saltou de R$ 688,63 para R$ 825,82, de maio para abril. A pesquisa foi realizada na Região Metropolitana do Rio de Janeiro entre os dias 22 e 24 de maio, com consultas em 587 estabelecimentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.