Comércio eletrônico prepara Black Friday em março

Para espantar o baixo astral, o comércio eletrônico programou para quarta-feira uma Black Friday fora de época. A megaliquidação, que ocorre em novembro e copia o evento do varejo americano para antecipar a venda do Natal, vai ter uma edição extra em março.

Márcia de Chiara, O Estado de S.Paulo

16 de março de 2015 | 02h04

Rodrigo Borer, presidente do Buscapé Company para América Latina, que coordena o evento batizado de "Dia do Consumidor Brasil", a decisão de criar uma grande promoção nesta época do ano tem como objetivo impulsionar vendas num período que tradicionalmente é fraco para o varejo. Mas neste ano a fraqueza é maior.

A expectativa é que mais de 500 lojas online participem do evento. Entre as confirmadas estão Americanas, Brastemp, Casas Bahia, Extra, Magazine Luiza, Ponto Frio, Walmart, por exemplo. A receita deve superar em 60% a obtida na 1ª edição do evento, quando a venda atingiu R$ 174 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:
O Estado de S. Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.