Comércio entre Brasil e Índia cresce 57% em 2 meses

O comércio entre a Índia e o Brasilcresceu 57 por cento nos primeiros dois meses deste ano, quaseo dobro do índice de 2007. Se continuarem assim, as trocascomerciais entre os dois países poderão atingir a meta de 10bilhões de dólares em 2010, disse o ministro brasileiro doDesenvolvimento, Indústria e Comércio, Miguel Jorge. "Estamos comprometidos em fazer o que for possível paraaprofundar nossas relações comerciais com a Índia", disseMiguel Jorge em coletiva de imprensa na capital indiana, nestaquarta-feira. "Se conseguirmos manter este caminho, atingiremos nossameta", acrescentou. O Brasil comprou 441 milhões de dólares em bens indianos sóem janeiro e fevereiro, um crescimento de 62 por cento emrelação ao ano anterior. Enquanto isso, suas exportações para aÍndia aumentaram 46 por cento, atingindo 155 milhões dedólares. "Vamos atingi-la", disse o ministro do Desenvolvimentoindiano, Kamal Nath, referindo-se ao objetivo estabelecido para2010. As trocas comerciais cresceram 30 por cento em 2007 echegaram aos 3,1 bilhões de dólares. A Índia importa do Brasil petróleo bruto, aço, ferro, óleode soja e aviões. Em contrapartida, vende diesel e subtânciasorgânicas, além de produtos farmacêuticos e de engenharia. Em 2007, o diesel foi responsável por metade dasimportações que o Brasil fez da Índia, enquanto o petróleocorrespondeu a um quinto das vendas brasileiras ao mesmo país. (Reportagem de C.J Kuncheria) REUTERS MR ES

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.