Comércio entre China e Rússia sofre queda de 39%

Queda na cotação de petróleo e redução na demanda levaram à diminuição das importações da China

Efe,

16 de junho de 2009 | 04h25

O comércio entre China e Rússia caiu pela primeira vez em uma década, com uma baixa de 39,2% nos primeiros cinco meses do ano, totalizando US$ 13,5 bilhões, informou a agência oficial de notícias Xinhua.

 

Segundo Gao Hucheng, vice-ministro de Comércio chinês, "as importações chinesas provenientes da Rússia foram de US$ 7,43 bilhões, o que representa uma queda de 29,3%".

 

"Já as exportações da China à Rússia desceram 48%, aos US$ 6,06 bilhões", disse.

 

"Os preços voláteis do petróleo cru e dos refinados, da madeira e de produtos químicos, combinados com uma queda na demanda interna, reduziram as importações chinesas da Rússia", explicou Luo Weidong, funcionário do Departamento de Assuntos Europeus do Ministério de Comércio.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaRússiacomércio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.