Comércio mundial cresce 1,5% em agosto

Dados divulgados pelo Escritório Holandês para Análises de Políticas Econômicas mostram que as exportações da América Latina tiveram uma forte alta, subindo 9,5% em agosto ante julho

25 de outubro de 2010 | 16h46

O volume global de comércio se recuperou em agosto, um indício de que a recuperação econômica global ainda pode ter certo ímpeto. Dados divulgados pelo Escritório Holandês para Análises de Políticas Econômicas, conhecido como CPB, mostraram que em agosto o volume de comércio subiu 1,5% em relação a julho, quando o índice havia caído 1,0%. Os dados do CPB são acompanhados de perto por autoridades monetárias, incluindo vários bancos centrais, porque fornecem a primeira medida disponível do comércio global.

"Na maior parte do mundo, os volumes de importações subiram significativamente", comentou o CPB. "Em relação às exportações, as economias emergentes superaram os países desenvolvidos. A zona do euro foi o único dos três blocos principais que teve um crescimento nas exportações. No Japão, os volumes de exportações e importações caíram substancialmente".

De acordo com o escritório, as exportações da zona do euro cresceram 0,8% em agosto, enquanto as exportações do Japão caíram 3,9% e as exportações dos EUA recuaram 0,8%. As exportações da América Latina tiveram uma forte alta, subindo 9,5% ante julho. As exportações da Ásia (excluindo o Japão) aumentaram 1,3%.

Os fluxos de comércio mundial caíram nos últimos meses de 2008 e no começo de 2009, registrando o maior ritmo de retração desde a Grande Depressão. Os fluxos começaram a melhorar no segundo trimestre do ano passado, e estão subindo desde então, com quedas ocasionais.

Segundo o CPB, os fluxos comerciais são voláteis. Os fluxos no trimestre encerrado em julho aumentaram 1,9% em relação ao trimestre terminado em maio. As informações são da Dow Jones. (Álvaro Campos)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.