Comércio mundial sobe 2,5% em junho; maior alta em 11 meses

Especialistas detectam recuperação no dado positivo, mas alertam para fragilidade na retomada econômica

Marcílio Souza, da Agência Estado,

26 de agosto de 2009 | 12h39

O volume de comércio mundial aumentou 2,5% em junho na comparação com maio, de acordo com dados compilados pelo Departamento Holandês para Análise de Política Econômica (CPB). Esse foi o maior aumento desde julho de 2008.

 

Em maio, o volume de comércio mundial havia caído 1,4% ante abril, de acordo com o Departamento. No segundo trimestre, o volume diminuiu 0,7% ante o primeiro trimestre, uma queda muito menor que a de 11,2% registrada no primeiro trimestre e a de 7,1% do quarto trimestre do ano passado.

 

"Há uma recuperação, mas ela continua frágil", disse o vice-diretor do departamento de comércio da Organização para a Cooperação Econômica e o Desenvolvimento (OCDE), Raed Safadi. Segundo ele, o aumento dos fluxos de comércio provavelmente reflete o fim do processo de consumo de estoques e a retomada de cadeias de fornecimento globais.

 

O aumento dos fluxos de comércio em junho foi particularmente forte na América Latina, onde as exportações cresceram 14,3% e as importações, 11,9%.

 

A CPB produz as primeiras estimativas do volume de comércio mundial, tomando como base dados de 23 economias desenvolvidas e 60 em desenvolvimento.

 

Uma indicação adicional de que a economia global se estabilizou e pode estar em recuperação, segundo o CPB, é o aumento de 1,6% dos preços do comércio mundial medidos em dólar no segundo trimestre, depois de terem apresentado queda no trimestre anterior. O CPB afirmou que a recuperação resultou de um aumento de 29,4% dos preços de energia e de 10,6% dos preços de outras commodities. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
comércio mundialjunho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.