Comércio paulista vende menos na Páscoa

As vendas de Páscoa neste ano foram inferiores às do ano passado para a maioria dos comerciantes da capital paulista, segundo 100 empresários ouvidos no final de semana pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo. Cerca de 42% dos entrevistados informaram que houve queda no faturamento. Para 36%, o resultado foi igual e, para 22%, houve aumento nas vendas.Apesar de grande parte das lojas ter apresentado resultados negativos, o contingente foi menor do que em 2003, quando 57% dos empresários disseram ter registrado vendas menores. Para os economistas da Fecomercio, a performance nas vendas de Páscoa deste ano continua a refletir a falta de poder aquisitivo do consumidor, assim como em 2003.A forma de pagamento mais utilizada foi o cartão de crédito, escolhida por 67% dos consumidores, o que mostrou um desembolso maior do que no ano passado. As vendas à vista foram a opção de 18% dos consumidores. A maioria dos comerciantes (51%) não realizou estratégia promocional para aumentar as vendas, enquanto 49% disseram ter feito algum tipo de promoção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.