carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Comércio prevê efeitos negativos da alta dos juros

A Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP) voltou a alertar hoje que a nova elevação da Selic, anunciada hoje pelo Comitê de Política Monetária (Copom), acarretará efeitos negativos para a economia brasileira no primeiro trimestre de 2005."O crescimento do comércio este ano, com base na ampliação do crédito, já começa a se esgotar", afirmou o presidente da entidade, Abram Szajman, por meio de nota à imprensa. "Já no início do próximo ano, deverá ocorrer a redução do volume de crédito ao consumidor, que também já vê o futuro com menos otimismo", previu.De acordo com ele, um crescimento sólido da economia em 2005pressupõe a retomada de investimentos, para que haja maior criação de empregos e aumento da renda. "Mas as constantes altas da taxa de juros geram insegurança, desestimulando os investimentos do setor privado, e elevam a dívida pública, impedindo que o governo tenha mais recursos para investir", afirmou Szajman.

Agencia Estado,

15 de dezembro de 2004 | 20h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.