Comércio: setembro mais fraco que agosto

As vendas do comércio na capital paulista em setembro não repetiram o mesmo desempenho do mês anterior e apresentaram queda de 1,2% na média diária em relação a agosto. Os dados divulgados pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) mostram que houve aumento das vendas em relação a setembro de 1999 de 2,1% nas consultas ao SPC e de 10,2% nas consultas ao Telecheque. Mas quando comparados a agosto deste ano, os dados apresentam quedas de 8,5% (SPC) e de 8,6% (Telecheque), números que são atenuados pela correção da média diária e pelo fato de agosto ter abrigado o Dia dos Pais, o que mascara as comparações.Ainda sem os números sobre novos registros e cancelamentos no SPC, o presidente da ACSP, Alencar Burti, acha que a tendência das vendas é de alta e permite esperar o último trimestre melhor que o último trimestre do ano passado. O presidente da ACSP disse também que os dados relativos à inadimplência estão sendo revistos devido ao ingresso de novas cidades e Estados no processo de integração do banco de dados da entidade, que vêm se estendendo em âmbito nacional.Burti comentou também que os números de falências e concordatas requeridas em São Paulo estão em queda, o que indica um baixo grau de endividamento das empresas. "Se houver disponibilidade de crédito e juros compatíveis, as empresas podem ter condições de crescer de forma acelerada", disse.

Agencia Estado,

03 de outubro de 2000 | 08h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.