Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Comissão deve analisar nesta terça-feira MP que adia reajuste de servidores

Reunião no Senado foi marcada para discutir medida que economizaria quase R$ 5 bi com adiamento do reajuste dos servidores federais de 2019 para 2020

Mariana Haubert, O Estado de S.Paulo

12 de novembro de 2018 | 16h21

BRASÍLIA - A reunião para a instalação da comissão especial no Senado para analisar a Medida Provisória n.º 849, de 2018, que adia o reajuste dos servidores civis federais de 2019 para 2020, foi adiada. Ela estava marcada para esta segunda-feira, 12, mas por falta de quórum, foi remarcada para esta terça-feira, 13.

A comissão deverá escolher o presidente e o relator da proposta, que deverá ser analisada tanto pela Câmara quanto pelo Senado. Ela foi editada pelo presidente Michel Temer em 3 de setembro e é tida como uma das propostas em tramitação no Congresso para ajudar no reequilíbrio das contas públicas.

Segundo o governo, se aprovado pelo Congresso Nacional, o adiamento dos aumentos deve gerar uma economia de R$ 4,7 bilhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.