Commerzbank pode precisar de novo resgate

O mercado europeu está em alerta por causa da possibilidade de o banco alemão Commerzbank - o segundo maior do país - precisar de um novo resgate. Assim como outras instituições europeias, o Commerzbank está sob pressão dos órgãos reguladores para aumentar a sua margem de capital. Este mês a Autoridade Bancária Europeia (EBA, na sigla em inglês) informou que o banco precisa levantar 5,3 bilhões até meados de 2012.

FRANKFURT, O Estado de S.Paulo

15 de dezembro de 2011 | 03h05

O montante é equivalente a 80% do valor de mercado do banco. Analistas do mercado acreditam que o Commerzbank vai ter dificuldade em levantar o dinheiro e a instituição já estaria em negociação com o Ministério das Finanças alemão. "O sistema bancário está extremamente frágil", disse Nicolas Veron, consultor da Bruegel, de Bruxelas.

O Commerzbank já informou que não está disposto a ter uma nova ajuda do governo. A Alemanha tem uma participação de 25% no banco desde 2009, quando precisou resgatá-lo por causa da crise financeira.

O Ministério das Finanças da Alemanha minimizou um eventual resgate do banco. "O governo mantém contato regular com os acionistas do Commerzbank, mas isso não vai além de uma troca." Por causa da crise, os reguladores do mercado estão obrigando os bancos a aumentarem as provisões./AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.