Commodities puxam alta de índice de bolsas na Ásia

Preços mais firmes de commoditiesajudaram a incentivar mercados acionários da Ásia nestaquarta-feira, mas o dólar enfraqueceu depois que uma queda naconfiança do consumidor dos Estados Unidos gerou dúvida sobre aforça da economia norte-americana frente às turbulências dacrise de crédito. Mineradoras e petrolíferas passaram por valorização,incluindo a japonesa Sumitomo Metal Mining e a australianaWoodside Petroleum. A Rio Tinto teve valorização de 1,09 porcento e a BHP Billiton subiu 2,62 por cento. Às 8h09 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúneações da região Ásia-Pacífico exceto Japão tinha alta de 0,68por cento, aos 457,04 pontos. "Há muitos argumentos de que a China continuará a puxar ademanda por commodities durante a desaceleração dos EstadosUnidos. Mas esse desaquecimento no mercado de moradiasnorte-americano provavelmente chegará aos consumidores do paíse sem dúvida nenhuma afetarão a China", afirmou AdnanKucukalic, estrategista de ações no Credit Suisse First Boston. Na terça-feira, dados mostraram uma forte na queda naconfiança do consumidor norte-americano em março. A bolsa de TÓQUIO fechou em queda de 0,3 por cento, aos12.706 pontos, derrubada por temores sobre uma queda na demandapor produtos de empresas exportadoras. Na Coréia do Sul, exportadoras como a LG Display e HyundaiMotor também caíram por temores de redução na demanda, mas oprincipal índice da bolsa de SEUL conseguiu encerrar em alta de0,3 por cento. Um enfraquecimento do dólar desencadeou um movimento deprocura por commodities vendidas na semana passada. Apesar dasperspectivas para os EUA, muitos analistas estimam que ademanda por muitas commodities se manterá inalterada. Em HONG KONG, o índice Hang Seng fechou em alta de 0,7 porcento, aos 22.617 pontos. XANGAI teve queda 0,63 por cento.TAIWAN recuou 0,31 por cento. A bolsa de SYDNEY, na qual as commodities têm forte peso,avançou 1,2 por cento, para 5.318 pontos. CINGAPURA caiu 0,17por cento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.