Como a Apple revolucionou esse mercado

Imagine o desespero de um violinista ao ver uma criança brincar com seu Stradivarius e você terá uma ideia do que significava para a Apple ver alguém de fora mexer em quaisquer das tecnologias que ela criou. Steven Jobs, só concordou em abrir as portas do iPhone depois de muita discussão interna e de ter a certeza de que a empresa teria controle sob cada aplicativo desenvolvido externamente. A App Store abriu em julho de 2008 com 500 aplicativos. Em entrevista, Jobs deixou claro qual era seu objetivo com aquilo: "vender mais iPhones". E ele conseguiu: nos três meses seguintes a Apple vendeu sete milhões mais do que no mesmo período do ano anterior. Era só o começo. Os aplicativos fizeram o iPhone deixar de ser um simples celular para se tornar um computador móvel. Hoje a empresa sabe que, sem eles, seus produtos correm perigo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.