Como era esperado, Copom reduz juro para 12,75% ao ano

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu nesta quarta-feira reduzir a Selic, a taxa básica de juros da economia, em 0,25 ponto porcentual - de 13% ao ano para 12,75% ao ano, sem viés. A próxima reunião do Comitê está marcada para os dias 17 e 18 de abril.Esta reunião é a primeira depois da turbulência nos mercados provocada pelas incertezas em relação à economia dos Estados Unidos e da China. Este pode ser mais um motivo para o corte menor dos juros. Os investidores estarão atentos sobre o que vai trazer a ata da última reunião do Copom, que será divulgada na próxima quinta-feira, dia 15.Contudo, o comunicado divulgado ao final da reunião não tratou deste assunto: "dando prosseguimento ao processo de flexibilização da política monetária, iniciado na reunião de setembro de 2005, o Copom decidiu, por unanimidade, reduzir a taxa Selic para 12,75% ao ano, sem viés", diz o comunicado divulgado ao final da reunião.Este é o segundo corte seguido desta magnitude. Na reunião de hoje apenas o presidente do BC, Henrique Meirelles, e seis diretores votaram na decisão final do Copom. O diretor de Política Econômica, Afonso Bevilaqua, exonerado nesta quarta, não participou.Este é o 14º corte de juros consecutivos promovidos pelo Copom desde setembro de 2005. Desde então, a queda acumulada é de sete pontos porcentuais. Em 2007, a Selic já recuou 0,50 ponto porcentual.Consenso e divergênciasA última vez que houve consenso foi na reunião do Copom de outubro do ano passado, quando a taxa foi reduzida de 14,75% para 14,25% ao ano. Nas duas últimas reuniões houve divisão pelo mesmo placar de 5 X 3. No encontro de janeiro, três diretores do BC votaram por uma queda de 0,50 ponto porcentual. A maioria, entretanto, optou pelo corte de 0,25 ponto porcentual. A situação foi inversa na reunião de dezembro do ano passado. Três diretores votaram por uma redução de 0,25 ponto porcentual. A maioria acabou preferindo a redução de 0,50 ponto porcentual.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.