Companhia tem mais de 50% do mercado

Vendas estão estagnadas porque governo não tem ido às compras

Renato Cruz, O Estadao de S.Paulo

19 de outubro de 2007 | 00h00

A Cisco é ''''líder absoluta'''' nos mercados brasileiros de roteadores e switches, segundo Vinícius Caetano, analista de telecomunicações da consultoria IDC. Ela tem mais de 50% de participação em cada um deles. Os roteadores são equipamentos que determinam o caminho que as informações devem fazer para chegar ao seu destino, numa rede de dados. Eles tornam possível, por exemplo, o funcionamento da internet. Os switches conectam os diversos segmentos de uma rede local.No primeiro semestre, o mercado brasileiro de roteadores movimentou US$ 105 milhões, segundo a última estimativa da IDC. O número não inclui as máquinas de grande porte compradas pelas operadoras de telecomunicações, para as suas redes de longa distância. A consultoria não fechou ainda os números para o mercado de switches, que devem estar prontos na semana que vem.Os principais concorrentes da Cisco são as americanas Juniper e 3Com e a chinesa Huawei, que tem uma participação na 3Com. No mercado de switches, a empresa enfrenta mais competidores, como a Alcatel-Lucent e a Enterasys. A Juniper e a Huawei preferiram não comentar nem mesmo o mercado, depois do que aconteceu esta semana com a Cisco.''''O mercado está um pouco estagnado'''', disse Caetano. ''''Principalmente por parte do governo. Era esperado que o governo fizesse mais pedidos no segundo semestre, mas as compras não aconteceram.'''' A IDC ainda não fechou a projeção de receita dos dois mercados para este ano, mas a expectativa é que ela seja igual ou levemente superior a 2006.Apesar da estagnação, existe um potencial grande de crescimento para os próximos dois ou três anos. As empresas tem falado muito de comunicações unificadas, em que os sistemas de telefonia e computação são unificados, com mensagens, chamadas e conferência numa única rede.Caetano acredita que haverá um problema inicial de disponibilidade de equipamentos no mercado. ''''Mas não vejo sinais de desabastecimento. A Cisco tem outros distribuidores e os concorrentes são grandes.''''

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.