Compra da PBKids passa por crivo do Cade

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) recomendou ontem a aprovação sem restrições da compra da rede PBKids pela Ri Happy. A operação uniu as duas maiores cadeias dedicadas exclusivamente a brinquedos no País. A principal acionista da Ri Happy é o fundo de private equity americano Carlyle, também majoritário na CVC e na Tok & Stok. Para o Cade, o mercado de brinquedos está em expansão e não existe barreira para a entrada de novos concorrentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.