coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Compra da Reebok pela Adidas será discutida semana que vem

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) deverá examinar, em sua reunião de quinta-feira da próxima semana, a compra da empresa americana de artigos esportivos Reebok pela concorrente alemã Adidas. Essa operação foi anunciada em agosto do ano passado.Apesar de se tratar de um negócio de âmbito internacional e envolver empresas estrangeiras, a operação teve que ser também submetida ao crivo dos órgãos brasileiros de defesa da concorrência, porque a Adidas opera uma subsidiária própria no Brasil que fabrica e vende os produtos no mercado nacional.A Reebok, por outro lado, não possui fábricas próprias no País, mas conta com empresas licenciadas no Brasil e, para a venda de seus produtos no País, depende de uma empresa independente, a Vulcabrás do Nordeste S.A. (Vulcabrás).A operação conta com os pareceres pela aprovação, sem restrições, das Secretarias de Acompanhamento Econômico (Seae) do Ministério da Fazenda e de Direito Econômico (SDE) do Ministério a Justiça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.