Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Compra de bônus pelo BCE não resolve crise, diz Juergen Stark

A crise da zona do euro não pode ser resolvida com medidas de política monetária e a implementação rápida das decisões da cúpula da União Europeia (UE) é crucial, disse o membro do Banco Central Europeu (BCE) Juergen Stark, segundo a revista alemã WirtschaftsWoche.

REUTERS

17 de dezembro de 2011 | 13h13

Stark afirmou que renunciará como membro do conselho executivo do BCE no fim do ano porque não está satisfeito com a maneira como a situação se desenvolveu na zona do euro, referindo-se à pressão para que o BCE tome medidas mais decisivas para conter crise de dívida.

Antes, ele mencionara apenas "razões pessoais" para deixar o banco, embora fontes dissessem que a causa da saída era sua oposição ao programa de compra de bônus.

Stark disse, em entrevista a ser publicada na edição de segunda-feira, que o BCE nos últimos anos alertara várias vezes a zona do euro sobre os problemas.

"Não exija muito do banco central", disse Stark, acrescentando que compras adicionais de bônus pelo BCE não encerrariam a crise.

O BCE está no centro de um cabo de guerra político, resistindo, com o apoio da Alemanha, a pedidos de França, Itália, Estados Unidos, Grã-Bretanha e Rússia para responder à crise da zona do euro com o aumento das compras de bônus.

(Reportagem de Sarah Marsh)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROBCEBONUS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.