Compra de dólares não é objetivo explícito do Tesouro, diz BC

O diretor de Política Monetária do Banco Central, Luiz Fernando Figueiredo, e o chefe do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes, afirmaram hoje que as possíveis compras de dólar do Tesouro Nacional no mercado podem não ser realizadas, caso o BC sinta que essas operações possam pressionar o mercado de câmbio. Pelas estimativas feitas pelo Banco Central, o Tesouro poderia comprar este ano até US$ 2,167 bilhões no mercado para ajudar o governo a pagar parte dos US$ 6,078 bilhões de juros previstos para serem quitados em 2003. Segundo Lopes, o valor de compra do Tesouro é uma média das contas realizadas nos últimos anos. Lopes deixou claro, entretanto, que a compra de dólares "não é objetivo explícito do Tesouro". Segundo o diretor Luiz Fernando Figueiredo, se o Banco Central sentir que essas operações podem pressionar o mercado de câmbio, o Tesouro deixaria de fazer as compras no mercado e o governo utilizaria recursos das reservas internacionais para o pagamento dos juros. Figueiredo disse ainda que essas compras de dólar pelo Tesouro são uma operação "costumeira". Em janeiro, segundo dados divulgados hoje mesmo pelo Depec, o Tesouro comprou US$ 186 milhões no mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.