Comprador poderá decidir sobre tipo de venda da Varig

A Varig apresentará nesta terça-feira aos seus credores, durante assembléia, uma proposta que permite ao investidor escolher qual o melhor modelo de venda da companhia aérea. A decisão foi tomada na última segunda-feira durante longa reunião entre credores, a consultoria Alvarez & Marsal e executivos da Varig. A proposta toma como base duas ofertas, uma feita pela Alvarez & Marsal, que previa a cisão da Varig em duas partes: a internacional, ficando com o passivo, e a doméstica, que seria leiloada. A outra oferta, do grupo Trabalhadores do Grupo Varig (TGV) prevê o leilão da Varig inteira - sem divisão entre linhas domésticas e internacionais - e a criação de uma empresa comercial, que assumiria o passivo. Os credores Alvarez & Marsal e executivos da Varig estavam reunidos na manhã desta terça para acertar os detalhes finais da proposta. Além da oferta unificada, será levada à votação a proposta do empresário Jayme Toscano, que ofereceu cerca de US$ 2 bilhões pela companhia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.