Compras: exija a nota fiscal

Na compra de bens de consumo duráveis, a nota fiscal serve como um certificado de garantia fornecido pelo fabricante. Em caso de defeitos ou prejuízos causados pelo produto, o consumidor pode utilizá-la como um comprovante contratual.Os estabelecimentos comerciais costumam exigir a nota fiscal para trocar produtos, tanto em caso de defeito como em mudanças de cor, modelo ou tamanho. Além disso, o documento comprova a data de compra. Isso pode, por exemplo, ser necessário para reclamar de roupas que se deterioraram em prazo desproporcional ao tempo de uso.Mesmo na compra de produtos usados ou com defeitos, o consumidor deve pedir que os defeitos sejam claramente discriminados na nota fiscal, pois, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor (CDC), o produto deve servir ao fim a que se destina.Pequenos defeitos não podem inutilizar o artigo ou impedir seu perfeito funcionamento. O ideal é que constem na nota fiscal as possibilidades e as condições de troca, especialmente no caso de produtos com defeitos ou em promoções.Veja nos links abaixo mais dicas sobre os direitos do consumidor na hora de comprar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.