José Luís da Conceição|Estadão
José Luís da Conceição|Estadão

Compre Bem converterá ‘mercadinhos’ de bairro

Projeto do Casino foi trazido pelo Pão de Açúcar no ano passado

Fernando Scheller, O Estado de S.Paulo

03 de abril de 2017 | 05h00

Um projeto do Casino que foi trazido pelo Grupo Pão de Açúcar ao Brasil no ano passado – a conversão de mercadinhos de bairro em unidades de rede, em um sistema de franquia – deve ter as inaugurações aceleradas nos próximos meses. Essa decisão vem no momento em que o Carrefour também tem investido em sua bandeira Express.

O objetivo do GPA é chegar a cerca de 800 lojas de proximidade quando o projeto estiver completo, sendo que pelo menos 500 deverão ter a marca Compre Bem, que havia sido desativada e foi resgatada com essa nova intenção. Hoje, cerca de cem “novos” Compre Bem já estão em funcionamento, de acordo com o presidente do GPA, Ronaldo Iabrudi.

Para ter a vantagem de contar com o poder de barganha do GPA com fornecedores e de usar a marca Compre Bem, explica Iabrudi, os empreendedores de pequeno porte têm de arcar com os custos de reforma da loja e também passar por testes de administração periódicos.

Bandeiras. O retorno do Compre Bem vem para completar o projeto de proximidade do Pão de Açúcar, que já inclui as lojas Minuto. A ideia é que o Compre Bem se concentre em bairros de poder aquisitivo mais baixo, enquanto o Minuto, com sua proposta “gourmet”, cobrirá áreas de renda maior.

Iabrudi diz que as lojas de proximidade Minuto vão abarcar o projeto da rede de permitir que os clientes façam as compras online e programem um horário para coletar os produtos nesses pontos de venda, sendo atendidos por um caixa exclusivo para este fim.

Tudo o que sabemos sobre:
BrasilCarrefourGPAPão de Açúcar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.