Conab eleva estimativa de produção de trigo no Paraná

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) elevou em 58 mil toneladas sua estimativa de produção de trigo no Paraná, que passou para as atuais 2,682 milhões toneladas, ante as 2,624 milhões de toneladas projetadas no mês passado. O aumento se deve em grande parte à revisão da área plantada em mais 17,6 mil hectares, para 914,4 mil hectares. Outra alteração foi a redução de 5,3 mil toneladas na projeção para São Paulo, que passou para 121,7 mil toneladas, em virtude do recuou de 2,3 mil hectares na área plantada, para 45,8 mil hectares. Em relação à safra passada, a previsão é de aumento de 27% na produção do Paraná e de 49% em São Paulo.

VENILSON FERREIRA, Agencia Estado

09 de julho de 2013 | 11h44

As alterações nas estimativas das safras paranaense e paulista de trigo resultaram na revisão para cima das projeção da produção nacional, que aumentou em 54 mil toneladas para 5,609 milhões de toneladas, volume 28,1% superior ao colhido no ano passado.

Os técnicos da Conab comentam que a área plantada de trigo na safra 2013/14 deverá apresentar um incremento de 10,3% em relação à safra anterior, atingindo 2,089 milhão de hectares. Segundo eles, a recuperação de parcela que deixou de ser cultivada nos últimos anos se deve à melhoria dos preços na safra anterior, em virtude da menor produção mundial e brasileira, induzindo o aumento do plantio.

Eles observam que no Paraná, mesmo com a forte competição por área com o milho da segunda safra, o plantio do trigo cresceu 18,2% em relação à safra anterior, que foi a menor área plantada desde os anos 80 do século passado. O levantamento da Conab constatou que no Paraná o plantio já ocorreu em 85% da área e a cultura atravessa as fases de germinação (6%), desenvolvimento vegetativo (75%), floração (18%) e frutificação (1%).

O levantamento do Conab mostra que no Rio Grande do Sul a área plantada de trigo deverá alcançar 1,010 milhão de hectares, com um incremento de 3,5% em relação ao ano anterior. Segundo os técnicos o aumento tem "como suporte os bons preços alcançados na temporada passada e atualmente estimulados por um apertado quadro de oferta e demanda local, e pela possibilidade da ocorrência de problemas na produção dos principais fornecedores internacionais".

Tudo o que sabemos sobre:
Conabsafra 2013trigo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.