Conab vai acompanhar custos de produção da cana

Os custos de produção da cana-de-açúcar serão calculados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Esse levantamento permitirá a inclusão da cana na Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM), o que significa que o produto contará com políticas de apoio à comercialização. Reuniões para levantamentos dos dados começaram a ser feitas hoje no município de Ribeirão (PE). As reuniões, coordenadas por técnicos da Conab e do Ministério da Agricultura, contam com representantes das usinas, do Banco do Brasil e do Banco do Nordeste, órgãos de pesquisa e cooperativas de produtores rurais da região. As informações são da assessoria de imprensa do ministério.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.