Conab vai propor nova política de preços mínimos

Idéia da Companhia é fixar dois valores, para, assim, promover o aumento da produção agrícola no País

Agência Estado,

09 de maio de 2008 | 15h46

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) vai levar ao Ministério da Agricultura, na próxima semana, uma proposta para a criação de uma nova modalidade de garantia de preços mínimos diferenciados para os agricultores, informa o site da instituição.  Veja também:Entenda a crise dos alimentos  A idéia é fixar dois valores: um mais elevado, em que o beneficiário poderá vender sua safra até certo limite, de forma a tornar o preço mais remunerador e estimular a produção de alimentos; e outro menor, destinado aos demais participantes. De acordo com a proposta, as culturas que fazem parte da lista são arroz, feijão, leite, mandioca, milho e trigo. Para os técnicos da estatal, a nova regra vai promover o aumento da produção agrícola. Com isso, a Conab calcula que o Brasil passaria a manter um estoque mínimo de segurança de até 8 milhões de toneladas de alimentos.

Tudo o que sabemos sobre:
ConabAgriculturaAlimentos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.