Conar suspende comercial da Telemar

O Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária (Conar) decidiu suspender umcomercial da Telemar, em que a atriz Dercy Gonçalves lista as vantagens da telefonia fixa e critica o serviço de telefonia móvel, chegando a jogar um celular no lixo. "O Conar cumpriu o papel dele de forma extremamente ágil", diz Augusto Carvalho, vice-presidente da Salles, agência de propaganda da ATL, que entrou com o recurso no Conar.O presidente da ATL, operadora de telefonia celular da banda B nos Estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, Carlos Henrique Moreira, se queixou que a campanha publicitária da Telemar, criada pela Propeg, comparava "uma passagem de avião com a de ônibus" ao criticar as tarifas. "Um telefone celular oferece mobilidade, pode ser usado em qualquer lugar, inclusive dentro do Metrô do Rio, ao contrário da telefonia fixa". Com a campanha, a Telemar quis difundir o uso de orelhões, instalados na sua área de concessão.A Associação Nacional dos Prestadores do Serviço Móvel Celular (Acel) entrou na briga e resolveu acompanhar a ATL entrando com o mesmo pedido de suspensão da propaganda pelo Conar ontem. Na quarta-feira, porém, tanto a ATL como a Acelprocuradas pela Agência Estado, não quiseram se manifestar sobre a bem-humorada e agressiva campanha da Telemar.A Telemar, por sua vez, nega que o comercial tenha sido suspenso pela decisão do Conar. Segundo sua assessoria, o cronograma da Propeg, agência responsável pela campanha, já previa que a propaganda sairia do ar antes do carnaval. Essa não é a visão da Acel. "É muito pouco usual que um comercial caro deixe de ser veiculado em tão pouco tempo", diz Arnaldo Tibyriçá, diretor da Acel.No comercial suspenso, Dercy afirmava que ligar detelefone fixo é sempre melhor e mais barato do que de telefones móveis. Em seus pedidos de suspensão, a Acel e a ATL argumentaram que o filme era ofensivo e a comparação indevida. Segundo Tibyriçá, o comercial foi recebido pelasoperadoras móveis com "total perplexidade". A Telemar planeja iniciar sua operação de telefonia celular em abril, com a Oi. "Ainda que a operadora queira entrar com preços diferenciados,não há como a telefonia móvel ser menos onerosa que a fixa", diz. Aos 94 anos, a eterna vedete e atriz Dercy Gonçalves comprovou mais uma vez que polêmica é com ela. A mulher que já foi enredo de escola de samba, da carioca Viradouro, brinca, comfreqüência, que veio ao mundo para causar confusão. Conseguiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.