Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Concessionárias de rodovias consideram estudo do Ipea inconsistente

‘Para efetuar uma comparação criteriosa, seria preciso avaliar parâmetros importantes da modelagem praticada nos países consultados’, destacou nota da ABCR

Leonencio Nossa, da Agência Estado,

19 de abril de 2012 | 19h19

BRASÍLIA - Por meio de nota, a Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) considerou "inconsistente" e "equivocado" o estudo do Instituto de Pesquisa Aplicada (Ipea) indicando que as tarifas de pedágio nas principais estradas brasileiras são mais elevadas que as cobradas no exterior. A ABCR considerou "inadequada" a comparação internacional de tarifa média de pedágio. "Para efetuar uma comparação criteriosa, seria preciso avaliar parâmetros importantes da modelagem praticada nos países consultados", destacou a nota.

No estudo apresentado nesta quinta-feira, o Ipea indicou que a tarifa média no Brasil é de R$ 9,04 e no exterior, R$ 8,80. A ABCR informou que fará uma avaliação detalhada da pesquisa. A entidade ressaltou, porém, que é preciso observar se a concessão conta com aporte de recursos governamentais ou é patrocinada com subsídios governamentais; se os serviços prestados são similares, incluindo prestação de socorro médico e mecânico; e se a prestação do serviço é tributada ou não.

"Deve ser lembrado que, para essa comparação de tarifas com outros países, é relevante observar o valor da moeda considerado", ressaltou a nota. "A taxa de câmbio usada no estudo para cálculo da tarifa média internacional foi de R$ 1,60/US$. Se, por exemplo, for levado em consideração o valor de fechamento do dólar em 30 de março, R$ 1,82/US$, o resultado seria diferente daquele apresentado no estudo."

Tudo o que sabemos sobre:
ABCRRodoviasConcessão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.