Concessionárias investirão cerca de R$ 2,35 bi em ferrovias em 2006

As empresas concessionárias de ferrovias no País deverão investir cerca de R$ 2,35 bilhões no próximo ano. A estimativa foi feita hoje pelo diretor-executivo da Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF), Rodrigo Vilaça.Segundo ele, cerca de 47% desse montante será aplicado na manutenção das vias férreas, como por exemplo na troca de trilhos, sinalização e outras intervenções. O restante dos recursos será destinado à compra de locomotivas e vagões. Neste ano, os investimentos das concessionárias somaram R$ 2,1 bilhão.Vilaça ressaltou que o setor vem registrando investimentos crescentes nos últimos anos. E até 2010 os investimentos devem crescer ao ritmo de R$ 200 milhões a mais, por ano. A atual frota de vagões das empresas é de 76 mil unidades e a de locomotivas, de 2,7 mil máquinas. Até 2008 deveremos acrescentar à frota 220 locomotivas por ano e 6,72 mil vagões novos por ano. PerspectivasAs empresas concessionárias de ferrovias esperam que até 2008 o setor responda por 30% do volume de carga transportada no País. Atualmente, a participação dos trens é de 25%. "Mas já devemos começar 2006 com 26% de participação", afirmou Vilaça.Atualmente a modalidade de transporte predominante no País ainda é rodoviária, com cerca de 60% de participação. O transporte marítimo tem uma fatia de aproximadamente 14%. Vilaça ressaltou que a participação das ferrovias vem crescendo desde que começou o processo de concessão das vias para a iniciativa privada, entre 1997-98. "Antes disso, em início de 96, as ferrovias transportavam apenas 10% das cargas do País", disse.

Agencia Estado,

08 de dezembro de 2005 | 17h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.