Concessões mudam comportamento, diz Gerdau

O empresário Jorge Gerdau, presidente da Câmara de Políticas de Gestão, Desempenho e Competitividade do governo federal, disse nesta quinta-feira que as concessões de rodovias e ferrovias ao setor privado "modificam o comportamento do mercado". "A definição de concessões já modifica o comportamento do mercado", disse o empresário, antes de participar de seminário no Palácio do Planalto sobre o papel da câmara. O governo anunciou na semana passada o programa de concessões de rodovias e ferrovias. Estão previstos ainda planos semelhantes para portos e aeroportos, que estão sendo discutidos internamente.

RAFAEL MORAES MOURA, Agencia Estado

23 de agosto de 2012 | 12h45

"Os impactos desse processo não se dão de um dia para o outro. Percebe-se que está havendo uma reversão (na economia), temos de reconhecer que estamos sendo atingidos no cenário brasileiro pelo cenário mundial, os processos que estão acontecendo na Europa atingem a China e a China atinge o Brasil. O Brasil está inserido no mundo, a gente tem de estar muito atento. O Brasil, comparado com outros países, está conduzindo bem o processo", afirmou.

Questionado se os programas para portos e aeroportos seriam mais ambiciosos que o de ferrovias e rodovias, Gerdau respondeu: "São quadros que não são iguais. O tema dos portos está muito mais visando como aumentar a competitividade com redução de custos".

Na opinião de Gerdau, o anúncio de concessões já fez com que fosse revertida a tendência de baixo crescimento do PIB neste ano.

Tudo o que sabemos sobre:
concessõeslogísticaGerdau

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.