Condomínio continua estável no ano

A variação dos custos condominiais em São Paulo vêm se mantendo abaixo da inflação. O índice periódico de variação de custos condominiais (Ipevecon), calculado pela Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios (Aabic), ficou em 3,69% de janeiro a julho e nos últimos 12 meses chegou a 4,85%. Reajustes de contratos e tarifas foram os principais fatores que interferiram no índice.Segundo o presidente da Aabic, José Roberto Graiche, o Ipevecon de agosto deverá ser afetado pelo reajuste das tarifas de fornecimento de energia elétrica, verificado em julho, de 14,24%. O aumento das tarifas da Sabesp (8,22% em agosto) devem ser observados somente no índice do mês seguinte. A participação porcentual das despesas em julho permaneceu em relação a junho: gastos com pessoal somaram 36,85%, encargos, 17,46%, benefícios, 2,08%, água, 10,82%, luz, 4,96%, manutenção, 9,97%, material de construção, 1,10%, administrativo, 8,90%, gerais, 2,35% e eventuais, 5,52%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.