Condomínios aumentam 11,49% em São Paulo

O Índice Periódico de Variação dos Custos Condominiais (Ipevecon), levantado pela Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo (AABIC), apresentou aumento de 11,49% em novembro de 2001. O porcentual supera o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) do mesmo período, que foi de 1,10%. De novembro de 2000 a novembro de 2001, a variação acumulada do Ipevecon foi de 5,71%. As altas mais expressivas foram registradas nos itens despesas administrativas (3,60%) e despesas eventuais (2,37%). Os itens que exerceram maior influência na variação do Ipevecon foram as despesas com pessoal e encargos, que representam 11,80% de aumento no índice, cujo valor final foi amenizado pelas variações negativas da água, energia elétrica e despesas gerais.Segundo o presidente da AABIC, José Roberto Graiche, o Ipevecon de dezembro a ser divulgado em fevereiro, deverá registrar novo aumento devido ao pagamento da segunda parcela do 13º salário, o recolhimento do INSS, pagamento de gratificações natalinas aos funcionários e prestadores de serviços aos condomínios.

Agencia Estado,

14 de janeiro de 2002 | 14h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.