Condomínios têm alta de 14,53% em dezembro

Como aconteceu em novembro, quando os custos condominiais aumentaram em 11,49%, dezembro manteve a mesma tendência de alta, com elevação de 14,53%, segundo o Ipevecon - Índice Periódico de Variação dos Custos Condominiais, levantado pela Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo. Segundo o presidente da AABIC, José Roberto Graiche, a variação do índice distanciou-se sensivelmente do IGPM (0,22%) contra os citados 14,53%. No entanto, ao longo do ano de 2001, os valores médios de condomínio variaram apenas 6,60% frente à elevação de 10,38% do IGPM.O aumento sazonal das despesas, com pessoal e encargos sociais nos dois últimos meses do ano, provocou uma disparidade entre os custos condominiais e os índices inflacionários, no período. Os custos condominiais em dezembro podem ser assim decompostos: 36,35% com Pessoal, 17,15% Encargos, 2,10% Benefícios, 11,24% Água, 5,59% Luz, 9,13% Manutenção, 1,11% Material de Construção, 8,73% Administrativo, 2,37% Gerais e 6,22% Eventuais. Segundo Graiche, "o Ipevecon de janeiro apresentará redução bastante significativa, apesar do recolhimento do FGTS sobre o 13º salário, ainda influenciando o item "encargos sociais".

Agencia Estado,

13 de fevereiro de 2002 | 13h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.