Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Condomínios têm queda de 0,39%

Em agosto, a redução das taxas médias de condomínio em São Paulo, que acumularam queda de 0,39%, teria sido influenciada pelo rodízio de água, que fez o consumo cair em 10,3%. Os dados são da Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios (Aabic). Em agosto, o Índice Periódico de Variação dos Custos Condominiais (Ipevecon) só não caiu ainda mais porque houve oscilações positivas em relação a despesas com pessoal (1,08%) e despesas gerais (11,62%), além do aumento da tarifa de fornecimento de energia elétrica.Segundo o presidente da Aabic, José Roberto Graiche, as taxas de setembro poderão aumentar com o fim do rodízio e também por causa do dissídio coletivo dos trabalhadores de edifícios em São Paulo.

Agencia Estado,

11 de outubro de 2000 | 07h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.