Confecções já estão sem estoque de roupas de inverno

Uma nova onda de frio pode acabar com os estoques das roupas de inverno nas lojas, disse hoje o presidente da Associação Brasileira do Vestuário (Abravest), Roberto Chadad. De acordo com o empresário, as confecções já venderam aos lojistas todas as 100 milhões de peças produzidas para o outono-inverno. "O que existe está nas lojas. Se faltar, não há como repor, pois o fabricante já está produzindo a coleção de verão", afirmou. Nos anos anteriores, os fabricantes acumulavam estoques equivalentes a 25% da produção. Mas neste ano, os 40 dias de frio verificados em maio e no início de junho provocaram uma surpreendente corrida às lojas, acabando antecipadamente com os estoques das fábricas. "Se tivermos mais frio, vai faltar roupa", reiterou Chadad. O nível de emprego na indústria de confecções deve registrar um incremento de 4% neste ano, ou 20 mil vagas em relação ao fechamento de 2003. Ainda assim, o setor está longe da recuperação. Para Chadad, é preciso reabilitar o crédito para os inadimplentes. Só em São Paulo, são 4,8 milhões de pessoas sem crédito para comprar.A indústria brasileira de confecções opera hoje com 20% de ociosidade, resultado, segundo a Abravest, da queda na renda do trabalhador e no conseqüente aumento da inadimplência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.