finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Confiança da indústria recua 0,6% entre maio e junho

Apesar do recuo, o índice continua em patamar elevado, segundo a FGV

Agencia Estado

02 de julho de 2007 | 09h27

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) da Fundação Getúlio Vargas (FGV) teve queda de 0,6% entre maio e junho, segundo sondagem da indústria divulgada nesta sexta-feira. O índice caiu de 118,2 para 117,5 pontos mas, apesar da queda, "manteve-se em patamar elevado, sendo o sexto maior da série histórica iniciada em abril de 1995", informou a FGV em comunicado. Entre maio e junho, o Índice da Situação Atual ficou praticamente inalterado, passando de 122,6 para 122,3 pontos. No mesmo período, houve recuo no Índice de Expectativas, de 113,7 para 112,8 pontos. Em 12 meses, estes dois índices avançaram, respectivamente, 22,1% e 5,1%. Entre os integrantes do ICI que se relacionam com o presente, a FGV afirma que o maior avanço nos últimos 12 meses se deu na avaliação do nível de demanda. Entre junho do ano passado e junho deste ano, a parcela de empresas que avaliam o nível de demanda atual como "forte" subiu de 11% para 27% e a proporção dos que avaliam como "fraco" caiu de 22% para 8%.

Tudo o que sabemos sobre:
confiança do consumidor

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.