Confiança de empresários tem queda histórica no Japão

Queda evidencia que a segunda maior economia do mundo está entrando em recessão profunda e prolongada

HÉLIO BARBOZA, Agencia Estado

15 de dezembro de 2008 | 02h34

O índice que mede a confiança dos executivos japoneses registrou neste trimestre a segunda maior queda da história, despencando para o menor nível dos últimos sete anos, de acordo com a pesquisa conhecida como "tankan", divulgada pelo Banco do Japão (banco central japonês). A queda evidencia que a segunda maior economia do mundo está entrando em recessão profunda e prolongada. O índice de confiança entre as grandes empresas industriais recuou 21 pontos em relação ao trimestre anterior, para -24, o menor nível desde março de 2002. Veja também:     Produção industrial da China tem menor alta desde 2002Bolsas asiáticas fecham pregão com fortes altas De olho nos sintomas da crise econômica Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise O declínio foi um pouco maior do que previam os economistas, cuja estimativa de consenso apontava para um índice de -23. "O resultado foi um pouco pior do que eu esperava e confirmou que a economia japonesa - especialmente o clima de negócios - deteriorou-se num ritmo muito rápido desde a falência do Lehman Brothers", disse o economista Norio Miyagawa, do Shinko Research Institute. Prevendo tempos ainda mais difíceis, as empresas projetaram um novo declínio no índice, para -36, no próximo trimestre. A pesquisa "tankan", acompanhada de perto pelo mercado, mede o porcentual de empresas que consideram bom seu ambiente de negócios, menos o porcentual das que consideram o ambiente ruim. O último levantamento foi realizando entre 10 de novembro e 12 de dezembro e consultou mais de 10 mil empresas em todo o Japão.As grandes indústrias reduziram seus planos de investimentos, para uma expansão anual de apenas 2,4% no ano fiscal que se encerra em 31 de março. Na pesquisa anterior, o aumento projetado era de 5,5%. A projeção para o lucro líquido caiu 19 pontos, para um declínio de 22,7% em relação ao ano anterior. Para as pequenas empresas, as coisas estão ainda piores. O principal índice de confiança entre os pequenos empresários caiu 12 pontos, para -29, com previsão de queda para -48 nos próximos três meses. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãopesquisaempresários

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.