Confiança de serviços cresce 1,2% em outubro, diz FGV

O Índice de Confiança de Serviços (ICS) avançou 1,2% na passagem de setembro para outubro, na série com ajuste sazonal, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta segunda-feira, 27. Trata-se da primeira alta do indicador neste ano.

IDIANA TOMAZELLI, Estadão Conteúdo

27 de outubro de 2014 | 08h20

Com o resultado, o ICS saiu de 100,7 pontos para 101,9 pontos no período.O índice se mantém, contudo, abaixo de sua média histórica, que é de 122,3 pontos. Em setembro, o índice já havia recuado 3,2%.

A melhora do ICS foi determinada pelas expectativas, já que a percepção sobre a situação atual segue em deterioração. O Índice de Situação Atual (ISA-S) teve queda de 3,3%, para 79,3 pontos, depois de recuo de 6,2% em setembro. Já o Índice de Expectativas (IE-S) subiu 4,4% em outubro, para 124,6 pontos, após queda de 1,0% na mesma base.

"Em que pese a elevação do índice de confiança em outubro, o quadro geral dos indicadores mostra uma percepção ainda desfavorável do setor. Se, por um lado, as expectativas melhoraram um pouco em outubro de forma disseminada, por outro, a visão das empresas sobre o presente continua piorando, com o Índice da Situação Atual alcançando o menor nível da série histórica iniciada em junho de 2008", diz a FGV, em nota.

A coleta de dados para a edição de outubro da sondagem foi realizada entre os dias 02 e 23 deste mês e obteve informações de 2.089 empresas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.