Confiança do consumidor alemão tem alta inesperada em dezembro

A confiança do consumidor da Alemanha deve melhorar pelo segundo mês seguido em dezembro, com a disposição para gastar subindo ao maior nível desde janeiro, apesar da piora da perspectiva econômica para o longo prazo e da redução nas expectativas de renda.

REUTERS

28 de novembro de 2011 | 10h55

Cada vez mais cautelosos em relação aos bancos e não impressionados pelos baixos juros ofertados por suas poupanças, os alemães estão se sentindo mais inclinados a gastar em propriedades e em bens de consumo duráveis, de acordo com publicado pelo instituto GfK nesta segunda-feira.

O índice de confiança, baseado em uma pesquisa com 2 mil alemães, subiu para 5,6 na leitura de dezembro, contra resultado revisado para cima de 5,4 em novembro. Economistas previam queda para 5,2.

O indicador de confiança prevê o desenvolvimento do consumo privado real no mês seguinte.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROALEMANHACONFIANCA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.