Confiança do consumidor bate recorde no 4º trimestre

Resultado deve-se à melhora das condições financeiras e à expectativa de aumento da renda, aponta CNI

Renata Veríssimo, da Agência Estado,

11 de dezembro de 2009 | 11h56

O índice nacional de expectativas do consumidor (INEC) registrou 117,2 pontos no quatro trimestre de 2009, atingindo o maior nível da série histórica, iniciada em 2001, segundo dados divulgados nesta sexta-feira, 11, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O indicador é 1,5% maior que o registrado no terceiro trimestre deste ano e 6,7% acima do índice verificado no quatro trimestre do ano passado.

 

Segundo a CNI, o crescimento do INEC reflete o otimismo dos consumidores com o próximo ano. "Possivelmente, o maior otimismo dos consumidores deriva do fato dos efeitos da crise econômica terem sido menos intensos que o esperado", afirmou o documento divulgado pela entidade.

 

O crescimento do INEC deve-se, sobretudo, à melhora das condições financeiras, à expectativa de aumento da renda e a maior disposição de compras de bens de maior valor. Segundo a CNI, o principal destaque do levantamento divulgado há pouco é o índice de expectativa de evolução da própria renda, que subiu 5,1% neste trimestre em relação à pesquisa do terceiro trimestre. Com o aumento, o segundo consecutivo, o índice atingiu 119,6 pontos, também no maior nível da série histórica.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROCONFIANCACNI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.