Confiança do consumidor cai 1% em agosto, apura FGV

O consumidor continua sem disposição para as compras. É o que revelou na manhã desta sexta-feira a Fundação Getúlio Vargas (FGV) ao divulgar o Índice de Confiança do Consumidor (ICC), que mostrou queda de 1% em agosto ante o mês anterior, após queda de 1,5% em julho contra junho, na série com ajuste sazonal. Com o resultado, o desempenho do indicador, que é calculado dentro de uma escala de pontuação de até 200 pontos (sendo que, quando mais próximo de 200, maior o nível de confiança do consumidor), passou de 121,6 pontos para 120,4 pontos de julho para agosto.

FERNANDA NUNES, Agencia Estado

24 de agosto de 2012 | 08h32

Na passagem do mês, diminuiu a satisfação em relação ao momento atual, principalmente nos quesitos que medem a situação geral da economia. O Índice da Situação Atual (ISA) caiu 1,4%, ao passar de 135,4 para 133,5 pontos. Já as expectativas em relação aos próximos meses pouco se alteraram e o Índice de Expectativas chegou a subir 0,3%, de 112,7 para 113,0 pontos.

"Nos últimos quatro meses, a redução do grau de satisfação do consumidor brasileiro com a situação econômica local vem sendo o principal motivo para a queda de sua confiança. O indicador caiu 3,4% em agosto", informou a FGV.

O levantamento abrange amostra de mais de 2.000 domicílios, em sete capitais, com entrevistas entre os dias 1 e 21 deste mês.

Tudo o que sabemos sobre:
consumidorconfiançaFGV

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.